terça-feira, 21 de agosto de 2012

ODEIO POLÍTICA

Desinteresse por Política AMEAÇA a Democracia.
“Políticos profissionais” se aproveitam do apolitismo para chegar ao poder.
Para o filósofo Francis Wolff, da Escola Superior de Paris, o desinteresse dos cidadãos pela política é uma  ameaça à democracia.
Wolff, francês, é professor de Filosofia na Escola Normal Superior de Paris e autor de livros como “Aristóteles e a Política” e “Dizer o Mundo”. Em Brasília, no final de junho, Wolff comandou o primeiro debate do Fórum Senado Brasil 2012 e foi entrevistado pelo jornal do Senado, cuja reprodução é feita pelo Jornal do Interior, e reproduzida aqui no Blog, diante da importância do tema.
P - O que é o apolitismo?
FW - O apolitismo é a recusa dos cidadãos, explícita ou implícita, em participar da vida da comunidade política e das escolhas que essa comunidade faz. É o desinteresse pela coisa pública. Na Europa, o apolitismo se manifesta quando o povo vota em grupos populistas e demagógicos (partidos de extrema direita, xenófobos) e quando se abstém em massa das votações. No Brasil, o apolitismo se manifesta quando os cidadãos se afastam dos políticos. Em vez de entrar no território ligado ao poder, os cidadãos se “retiram” para o território individual, familiar, religioso e até esportivo.
P - Por que o apolitismo é uma ameaça à democracia?
FW - O distanciamento entre os governantes e os governados é a negação da democracia. É possível que o cidadão nem perceba que, quando ele procura “viver em paz”, sem intrometer-se nos temas públicos, a política acaba se tornando um campo exclusivo dos “políticos profissionais”. Como estão distantes do  povo, esses políticos tendem a tomar medidas tecnicistas, orientadas por critérios técnicos, sem levar em consideração as opiniões, os interesses e as vontades da população. No dia a dia, o cidadão não se dá conta disso. Só percebe quando os políticos baixam alguma medida que realmente o prejudica.
P - O apolitismo pode levar à ditadura?
FW - A possibilidade existe. O apolitismo cria “políticos profissionais”, políticos que não distinguem entre público e privado, políticos corruptos. Isso, por sua vez, estimula partidos populistas e demagógicos a espalhar a ideia de que todos os governantes são corruptos e que é preciso “limpar” a política. Com tais argumentos, podem instaurar a ditadura.
P - O que leva os cidadãos a recusar a vida política?
FW - O individualismo. Trata-se de um paradoxo, porque o individualismo é uma conquista feliz da democracia e, ao mesmo tempo, sua principal ameaça. A democracia deixa as pessoas livres para realizar, sozinhas, seus objetivos de vida. Mas, justamente por conseguirem preencher suas necessidades sem depender de outras pessoas, elas se preocupam menos com o grupo e se afastam da política — o que abre espaço para os “políticos profissionais”.
P - De que forma se combate o apolitismo?
FW - Não se trata de obrigar as pessoas a fazer política. Repito: o individualismo é uma das maiores conquistas da democracia. Trata-se de encontrar meios educacionais e institucionais que preencham a distância entre a comunidade e o poder. Pode-se reduzir o apolitismo por meio da educação para a cidadania, nas escolas, e por meio de campanhas. Há também soluções políticas, maneiras institucionais de melhorar o funcionamento da democracia. Para reduzir os votos brancos nas eleições, por exemplo,
a Sérvia recentemente decidiu que, quando a porcentagem desse tipo de voto atingir certo patamar, nenhum candidato pode ser eleito. No caso do Brasil, boas medidas são a prestação pública de contas de políticos e governantes, o acesso dos cidadãos pela internet à informação pública e a divulgação de indicadores que permitam comparar gestores públicos. Cada país precisa encontrar seus próprios remédios.
P - Quando fala do apolitismo, o senhor costuma fazer uma comparação com o personagem don Juan.
FW - Os momentos em que um povo é mais politizado são os períodos de transição, como o que o Brasil viveu nos anos 1980 e o que certos povos árabes viveram no ano passado. Mas, quando finalmente conquista a democracia, o povo tende a desinteressar-se da política. Eis outro Paradoxo. O interesse do povo é conquistar o poder, e não exercê-lo. O povo execra os tiranos, aqueles que exercem o poder contra ele, mas tem horror de exercê-lo ele mesmo. É por isso que digo que o povo está para a democracia assim
como don Juan está para as mulheres: a conquista mobiliza toda a sua energia, mas a posse o entedia.
P - O senhor viveu no Brasil nos anos 1980. Do que mais se lembra?
FW - Morei no Brasil entre 1980 e 1984, e sempre escutava que “um povo sem passado nem cultura democrática não está maduro para a democracia”. No Brasil, aprendi que isso é, pura bobagem. O povo brasileiro conseguiu fazer uma transição democrática exemplar, que até agora está absolutamente fiel aos seus objetivos.

COMEÇOU O HORÁRIO POLÍTICO NO RÁDIO E NA TELEVISÃO, O DA TELEVISÃO NÃO NOS INTERESSA, MAS O DO RÁDIO É NÓIS NA FITA... SÃO OS CANDIDATOS DA NOSSA CIDADE SE APRESENTANDO E APRESENTANDO SUAS PROPOSTAS, ESPERO QUE VOCÊ ENTENDA A IMPORTÂNCIA DE ESTAR SE INTEIRANDO SOBRE OS QUE QUEREM COMANDAR OS NOSSOS DESTINOS...

22 comentários:

  1. Quais os horarios na Sintonia FM?

    ResponderExcluir
  2. Os horários da propaganda no Rádio serão sempre das 7 às 7h30 e das 12 às 12h30.

    ResponderExcluir
  3. É HORA DE OUVIR COM ATENÇÃO AS PROPOSTAS DE CADA CANDIDATO, IR AVALIANDO SEU HISTÓRICO ANTES DA CANDIDATURA OU O QUE ELE JÁ REALIZOU ANTES, POIS MUITOS CANDIDATOS ESTÃO SE CANDIDATANDO SÓ PARA PREENCHER VAGAS.
    MUITOS NEM SABE O QUE REALMENTE FAZ UM VEREADOR E MUITO ESTÃO PROMETENDO O QUE NÃO PODEM EXECUTAR.
    NOSSA CIDADE É PEQUENA MAS SÃO MUITAS ÁREAS PRECISANDO DE SOCORRO, POR ISSO ACHO QUE NÃO DEVEMOS VOTAR EM UM AMIGO OU VIZINHO SÓ PARA AJUDÁ-LO MAS, EM ALGUEM QUE ESTÁ DISPOSTO E QUE TEM CAPACIDADE DE TRABALHAR EM PRÓL DA CIDADE INTEIRA.
    NÃO PODEMOS MAIS ERRAR E SE ARREPENDER DEPOIS.

    ResponderExcluir
  4. PIOR MESMO É SER VEREADOR POR ACASO AOS 45 DO SEGUNDO TEMPO, NÃO FAZER NADA E JURAR QUE FAZ TUDO, QUERER SE REELEGER E SER DETESTADO POR TODOS OS VIZINHOS POR FALTA DE RESPEITO COM OS MESMOS E PAGAR PRA DIVULGAREM SEU AREIAL DE "CONTOS DE FADAS" POR CARROS COM SOM "NO TALO"

    FORASTEIRO, INTERESSEIRO, SEM NEM O COLEGIAL E HISTÓRICO MAIS SUJO Q PAU DE GALINHEIRO

    E OLHA QUE SEU JINGLE É "RESPEITO A CIDADE" - SE NÃO RESPEITA NEM OS VIZINHOS, VAI RESPEITAR A CIDADE COMO?

    ME DIGAM AE POR FAVOR!

    ResponderExcluir
  5. Mas RARARA!!!
    Você nem parece que faz parte do bando que permitiu que a situação chegasse a esse ponto...
    Estou te desconhecendo com esse "fogo 'amigo'"...

    ResponderExcluir
  6. rarara, mas isto não é privilégio só deste cara. tem os que são vereadores o tempo todo, e se acham o máximo. vivem até de mãos dadas com a igreja, e pelo que falam são os tais em enganações e malandragens. se enganam até a DEUS, como vamos querer que eles sejam fieis aos aliados, vizinhos e amigos????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. se a cidade tivesse um plano diretor e fizesse conselhos com as comunidades da cidade (não só nas eleições) - nada disso seria necessário , a cada "troca de peças" se passaria o bastão já sabendo o que tem q ser feito ela cidade... oque os candidatos "querem", geralmente não segue adiante e ninguém cobra

      plano diretor pra que? se tem gente que pode e vai continuar faturando com o CAOS?

      Excluir
    2. se o povo se organizasse numa cidade tão pequena como a nossa, vereador seria cada um de nós, cada moradore, e ainda economizariamos um MONTE de dinheiro e sobraria pra cuidar de quem interessa

      por que então os vereadores que já são "barões" do comércio não doam seu salário de vereador e mostram que realmente se interessam com o povo?

      na maioria dos países do mundo, vereador é VOLUNTÁRIO , e pode ser desligado/ demitido a qualquer momento desde que não esteja cumprindo suas funções

      se acontecesse isso por aqui, quem sabe não estaríamos caminhando pra uma BJP melhor?

      Excluir
    3. Concordo em partes com o que você coloca, Daniel, em partes só porque no que se refere a conselhos eles já existem, mas quando a administração autoritária e voltada para interesses que não são o do povo, esses conselhos são formados somente com as pessoas do grupo, os que possam pensar diferente são excluídos, ficando só os da panela, por isso não funcionam, os Conselhos formados pelos medíocres só servem para dizer amém ao que interessa ao grupo.

      Nós temos Conselhos, que funcionam como tudo na administração, mas temos, e Plano Diretor está nos planos de governo de todos os candidatos, resta ao povo escolher quem eles acreditam que vai realmente começar o processo de elaboração, que tem que ser realmente participativo, ou que se pode comprar, pagando caro, o que se costuma denominar de Plano Diretor de gaveta...

      Excluir
    4. DESCULPEM A MINHA INGNORÑCIA, MAS TODO MUNDO FALA EM PLANO DIRETOR E NÃO EXPLICA NADA.ESSE NÃO É AQUELE QUE DIVIDE A CIDADE EM ZONAS, A ZONA RESIDENCIAL, A ZONA INDUSTRIAL, ZONA AMBIENTAL?? OU TÕ FALANDO BESTEIRA??? S E FOR ISSO RESOLVERIA TRODOS OS PROBLEMAS DA CIDADE??

      Excluir
    5. Macmanamann, não tem que se desculpar pois ninguém nasce sabendo tudo.
      O que você está se referindo é a Lei de Zoneamento, que seria uma parte do Plano Diretor em si.
      A Lei de Zoneamento do município já existe, mas precisa ser urgentemente revista e atualizada.
      O Plano Diretor é mais abrangente, engloba o zoneamento e tudo o mais que possa ter relação com o desenvolvimento da cidade.

      Excluir
    6. OBRIGADO, AINDA BEM QUE NÃO ESTAVA DE TODO ERRADO!!

      Excluir
  7. NO PASSADO REUNÍAMOS ALGUNS CONSELHOS PARA TENTAR CONSEGUIR ALGUMA COISA QUANTO AO MEIO AMBIENTE, O CONSELHO EVANGÉLICO PROPUNHA NA ÉPOCA A CRIAÇÃO DE UMA CASA DE RECUPERAÇÃO, CHEGOU A SER AVENTADO O LOCAL QUE SERIA NO BAIRRO DOS PINTOS, DEPOIS QUE HOUVE ALGUMA DISCORDÃNCIA POLÍTICA OS EVASNGÉLICOS NUNCA MAIS FORAM CONVIDADOS A PARTICIPAR. O AMAURI DEVE TER DOCUMENTAÇÃO DA ÉPOCA, JÁ QUE ERA PARTICIPANTE ATIVO.

    ResponderExcluir
  8. Claro Macmanamann
    Só que o Conselho que você cita era o Conselho Anti Drogas, que só funcionou naquela gestão, depois que assumiu a outra gestão o Conselho foi ignorado.

    ResponderExcluir
  9. marcio do hortencia22 de agosto de 2012 13:08

    só queria saber porque o daniel do hortencia só fala mal de vereador. poracaso o prefeito que ele defende fez oque pro hortencia. cade a rotatória ehm daniel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daniel do Bairro Parque Hortensia24 de agosto de 2012 09:45

      Oi Marcio do Hortensia, acredito que devido aos "Daniel" sendo comentado no Blog esta havendo um pequeno engano com os "Daniel", mas se vc realmente for do Bairro Parque Hortensia, vc sabe onde me encontrar, terei muito gosto de explicar meu ponto de vista sobre a Politica em nossa cidade; Pois aqui no Blog do Amauri faz tempo que não repercuto os assuntos aqui debatidos, o ultimo infelizmente foi no Post do Luto da Val cabelereira.Espero que tenha ficado claro que eu Daniel do Hortensia,não venho comentando no Blog.Obrigado Marcio, e estou ai para qualquer esclarecimento! Sabe onde me encontar ?

      Excluir
  10. O horario eleitoral deveria também ser transmitido a noite. Esses dois horarios é pouco, nem todos acompanharão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. V. DEVE SER MASOQUISTA, QUERER OUVIR ESSAS PORCARIS POR MAIS TEMPO! QUER TER PESADELOS A NOITE, COMA UMA FEIJOADA!

      Excluir
    2. MAC, eu não consigo ouvir nesses horarios. Mas hoje ouvi um trecho e cá entre nós, é muito engraçado ouvir os candidatos dizendo "conheço os pobremas da cidade" hahaha cada um!

      Excluir
    3. A BOM, VOCE DEVE GOSTAR DE PROGRAMAS HUMORISTICOS.

      Excluir
  11. fiquei sabendo que vão ser 11!!!!!!!!!!!vagas para os vereadores,5 tava bom e olhe lá hem!!!!





    ResponderExcluir
  12. Não, eu não gosto de programas humoristicos! Mas ainda acho que deveria ser transmitido a noite, engraçado, chato, ou não, é muito importante a população ouvir!
    A não ser que as jingles de campanhas sejam suficientes para os eleitores! Afff...

    ResponderExcluir