quarta-feira, 22 de outubro de 2014

CRIME INSTITUCIONAL

Nunca antes na história desse país se cometeu o crime de compra de votos de modo tão acintoso e institucionalizado, as pessoas vendem o voto e recebem via Caixa Econômica Federal, em qualquer Casa Lotérica...
Não! Tudo errado...
Não é compra de votos!
Eu estou sendo leviano!
Os bolsistas não têm nenhuma obrigação de votar no partido do Governo!
Todos sabem que mesmo se o partido do Governo não ganhar, o Programa vai ser mantido!
Há dinheiro suficiente nos cofres públicos, para que os Bancos Estatais continuem bancando as despesas com o Programa, por bastante tempo!
Afinal, esse Programa tirou milhões de pessoas da miséria.


terça-feira, 21 de outubro de 2014

APOIANDO O ATRASO

A evasão da ética
                        João Guilherme Sabino Ometto*

         É constrangedor para o nosso povo e prejudicial ao ambiente de negócios a informação de que mais de 30 bilhões de dólares em dinheiro ligado ao crime, à corrupção e à sonegação de impostos saem do Brasil a cada ano. Os dados, divulgados pela Global Financial Integrity (GFI), grupo de pesquisa sediado em Washington (EUA) e defensor da transparência financeira, impõem reflexão sobre o que queremos para o presente e o futuro, pois é premente combater esse mal.
O artifício mais utilizado para as remessas ilegais é a precificação irregular, ao se cobrar a menos ou a mais por bens e produtos. Há, ainda, o contrabando, a lavagem de dinheiro e as transferências de recursos do crime organizado internacional. Conforme observa a GFI, nosso país tem um sério problema com fluxos financeiros ilícitos. A esse diagnóstico soma-se a corrupção do setor público, crônica em nossa história, estabelecendo-se um cenário negativo para a economia.
Segundo o estudo, as perdas anuais equivalem a 1,5 por cento da produção econômica nacional, drenando dinheiro que poderia ser utilizado para impulsionar o crescimento do PIB e/ou melhorar os serviços públicos. Para que tenhamos ideia mais concreta dos danos representados pela fuga de recursos, fiz um exercício matemático. Os resultados são espantosos!  
Ao câmbio oficial do dia 10 de setembro, os 30 bilhões de dólares que perdemos todo ano equivalem a 62,42 bilhões de reais. Com esse montante seria possível realizar quase oito obras como a transposição do rio São Francisco, um dos maiores empreendimentos da engenharia brasileira em todos os tempos, orçado em oito bilhões e duzentos milhões de reais (o custo previsto em 2007 era de R$ 4,6 bilhões, mas houve vários aditivos contratuais, em análise pelo Tribunal de Contas da União).
Por ocasião da Copa do Mundo, foi imensa a polêmica quanto à construção das doze arenas brasileiras, que custaram, somadas, oito bilhões e meio de reais, média de 700 milhões cada. Pois bem, com o dinheiro que perdemos nas remessas ilegais, seria possível construir 89 estádios padrão FIFA. 
Este ano, o Governo Federal liberou 24,1 bilhões de reais para o Plano da Safra da Agricultura Familiar 2014/2015. Os recursos evadidos representam quase três vezes esse valor. Poderíamos praticamente ter triplicado as verbas em apoio a um segmento decisivo para a agropecuária, produção de alimentos, fixação das pessoas no campo e geração de trabalho e renda.
Na área do ensino (prioridade ainda não atendida a contento no País), os recursos desperdiçados na ilegalidade possibilitariam multiplicar em 53,8 vezes o orçamento total previsto para 2014 da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo, de 1,16 bilhão de reais. E estamos falando da maior rede educacional do Brasil, com 5,3 mil escolas, 230 mil professores, 59 mil servidores e mais de quatro milhões de alunos.
Em 2010, o Departamento de Competitividade e Tecnologia da Fiesp produziu o estudo “Relatório Corrupção: custos econômicos e propostas de combate”, com base no modelo da Transparência Internacional. Em valores de 2012, o custo anual médio da improbidade corresponde a R$ 60,7 bilhões, algo muito próximo do agora apurado pela GFI, referendando a gravidade do problema.
Temos instituições sólidas, Estado organizado de acordo com padrões avançados da democracia, empresários e trabalhadores com grande capacidade laboral e pautados pela correção de conduta, bem como governantes e parlamentares eleitos pelo voto direto. Contamos, assim, com os elementos necessários para impedir que a minoria desonesta promova a evasão da ética no setor público e na iniciativa privada, pulverizando recursos gerados pelo trabalho de nossa gente.

*João Guilherme Sabino Ometto, 74, engenheiro (Escola de Engenharia de São Carlos - EESC/USP), é vice-presidente do Conselho de Administração do Grupo São Martinho, vice-presidente da FIESP e coordenador do Comitê de Mudanças Climáticas da entidade.

domingo, 19 de outubro de 2014

QUANTO PIOR

Um comentário de um(a) leitor(a) é importante para se discutir um assunto que é de fundamental importância:

Professores devem ser tratados e valorizados como profissionais e não como abnegados que trabalham apenas por vocação. A diferença salarial entre professores e demais profissionais com mesmo nível de instrução é inaceitável. Enquanto salário e carreira não forem atraentes, o número de jovens dispostos a seguir a carreira do magistério continuará sendo baixo. Elevar os salários do magistério é opção mais política do que técnica. Implica em mudar prioridades e passar a enxergar a Educação como a principal fonte sustentável de desenvolvimento econômico e social de um país.

Entendo o que coloca e concordo em gênero, número e grau, concordo em gênero, número e grau, mas conheço como funciona a questão política, e explico:

Os Governos, todos e quaisquer no nosso sistema, priorizam conforme a força com que a água bate na bunda. Trocando em miúdos, apesar da lei exigir que 25% das receitas sejam investidas na Educação, os detalhes desses investimentos depende da representatividade da classe dentro das discussões do Orçamento. Culpar os políticos é fácil, só que o político pode ser da área e conhecê-la bem, como pode não ser e não conhecê-la, pelo que sabemos o nosso governador é da área da Saúde, então precisa de que a representação da classe tenha força e exerça influência para fazer chegar ao Governo as suas reivindicações, seus anseios. Acontece que que os representantes dos educadores usam essa representatividade muito mais para fazer política partidária, para defender interesses partidários, do que para defender os interesses da classe, ou os interesses da sociedade, representados pelos alunos.

Enquanto os professores se deixarem representar por militantes políticos teremos conflitos onde é necessário consenso.

sábado, 18 de outubro de 2014

PROPAGANDA NEGATIVA PARA NIVELAR A TODOS PELA LAMA

Não é só no nível federal que o terrorismo moral prevalece nas campanhas, isso já foi infiltrado também nos outros níveis de governo e não é de hoje, o senhor Calé, prefeito cassado de nossa cidade usou essa estratégia para desconstruir os seus adversários, de forma tal é o maquiavelismo dessa prática, que as pessoas contaminadas ficam com ódio mortal das vítimas do assédio moral.

A gente vê aqui, gente que a gente conhece desde criancinha e sabe das competências e das índoles, dos valores, mas que no imaginário de outras pessoas são tão ou mais desonestos e bandidos do que quem está por detrás dessas calúnias...

Veja a estratégia do PT, uma campanha ética e honesta não deveria conter ataques aos adversários, deveria ter a apresentação dos planos de governo dos candidatos, (só que os que não tem plano nenhum não têm outra alternativa a não ser o de denegrir o adversário, de destruir sua moral, como vimos os comentários dentro do próprio PT, ao se elogiar a campanha que "desconstruiu" a candidatura de Marina Silva, e que agora estiveram e ainda estão tentando fazer com o Aécio, mas que se provou ser um tiro no pé, por enquanto, pois nós sabemos que cobra venenosa ou você maceta a cabeça ou ela ainda te inocula o seu veneno), então os partidos convencionaram que ataques só seriam permitidos se fossem baseados em fatos comprovados publicados pela grande mídia. O que fizeram? Infiltraram a bandidagem na grande mídia, e algumas delas até aceitaram como é o caso da "Folha de São Paulo".

Nós que acompanhamos a política em todos os níveis, sabemos que todas, repito, todas as denúncias feitas pelo grupo que está por detrás do Partido que ainda hoje usa o nome de "dos Trabalhadores", (apesar que não posso negar que cometer crimes também dá trabalho), são todas se não totalmente mentirosas, são distorções muito bem elaboradas por mentes brilhantes muito bem remuneradas para esse fim, apoiadas por uma rede montada especialmente para espalhar as criações como se verdade fossem, ou de maneira a não poderem ser contestadas como no último caso da suposta declaração do delator envolvendo o PSDB. Eles tinham que encontrar uma solução para desqualificar ou minimizar os prejuízos do caso Petrobras, que não é de "supostas" irregularidades, mas que é de crime provado e comprovado, com a participação de partidos ligados ao PT, ele incluso.

Veja a Folha:
Veja a que ponto não chega o desespero de um partido que se mostra sem consideração por quem quer que seja, usam até de pessoas já falecidas, pois essas não podem se defender.

O que diz a matéria feita por Mônica Bergamo e Mario Cesar Carvalho:

"Segundo quatro pessoas envolvidas na investigação Lava jato, Costa contou ter tomado providências para que o dinheiro chegasse ao senador, mas disse não saber se ele recebeu. O delator disse que não foi mais procurado sobre o assunto."

 Bem. Poderia ser "segundo sete pessoas", isso daria mais credibilidade à "notícia", eu acho quatro pouco.

Quando se aproveitam dos mortos não vão se aproveitar dos vivos...

Agora que se percebeu que a estratégia não está surtindo o efeito desejado, vem o TSE, cujo presidente é o advogado do PT, Dias Tóffoli, proibir os ataques pessoais...





quarta-feira, 15 de outubro de 2014

EDUCAÇÃO - QUANTO PIOR MELHOR

Um leitor comentou na postagem que homenageia os professores e eu trago para frente para provocar um debate:

Verdades da Profissão de Professor
Ninguém nega o valor da educação e que um bom professor é imprescindível. Mas, ainda que desejem bons professores para seus filhos, poucos pais desejam que seus filhos sejam professores. Isso nos mostra o reconhecimento que o trabalho de educar é duro, difícil e necessário, mas que permitimos que esses profissionais continuem sendo desvalorizados. Apesar de mal remunerados, com baixo prestígio social e responsabilizados pelo fracasso da educação, grande parte resiste e continua apaixonada pelo seu trabalho.
A data é um convite para que todos, pais, alunos, sociedade, repensemos nossos papéis e nossas atitudes, pois com elas demonstramos o compromisso com a educação que queremos. Aos professores, fica o convite para que não descuidem de sua missão de educar, nem desanimem diante dos desafios, nem deixem de educar as pessoas para serem “águias” e não apenas “galinhas”. Pois, se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela, tampouco, a sociedade muda.
Paulo Freire

Sou fã incondicional do grande pensador Paulo Freire, e acho que já passou da hora de discutir o que vimos repensando, e repensando, e repensando, e não deixando que esses repensamentos cheguem a ameaçar interferir para que os rumos da educação sejam os que queremos e que são necessários.

Eu tenho acompanhado, nesse período conturbado de campanhas eleitorais, o envolvimento da maioria dos professores. E infelizmente não tem como passar despercebido o quanto a influência política ideológica vem sendo perversa para a relação professor/profissão.

A falta de valorização dos professores é resultado de um descontentamento que é mais ideológico e político do que se possa pensar.

Pois é nessa época que conseguimos ver o quanto os professores politizam e deixam politizar as suas  entidades representativas, o que favorece a um círculo vicioso em que representações partidárias lutam por interesses que não são o da Educação, mas de uma luta ideológica que favoreça os candidatos e partidos aos quais pertençam.

Todas as entidades representativas dos professores estão tomadas por lideranças que fazem de tudo para as coisas não deem certo para tirarem proveitos eleitorais ou eleitoreiros.

De quem é a culpa da situação dos professores?


PARABÉNS PROFESSORES

FELIZ DIA DOS PROFESSORES.



sexta-feira, 10 de outubro de 2014

COPOM 190

Eu recebi um telefonema onde um munícipe reclamou que resolveu ligar no 190 para reclamar de uma situação de trânsito, o atendente então lhe informou que deveria recorrer à Guarda Municipal.

A primeira coisa que fez ao telefone, foi me perguntar se eu sabia que em nossa cidade havia Guarda Municipal. Antes mesmo de eu esboçar qualquer resposta, pois a reposta não seria fácil, afinal, temos e não temos Guarda Municipal, já que em épocas em que interessava para os gestores entraram na Câmara os projetos de lei para a sua criação, a primeira vez, ainda na época do prefeito cassado, Calé, ele queria criar mais de cinquenta cargos, os vereadores cientes de que a Prefeitura não teria recursos e nem dotação orçamentária para realizar o projeto, mas que corria o risco de provocar a criação de muitos cargos e estes serem ocupados por correligionários do então prefeito, não o aprovaram. Toda e qualquer ocorrência era jogada nas costas da Câmara que não havia aprovado a criação da Guarda. O prefeito até tentou na época convencer os vereadores que as despesas da implantação da Guarda seria cobertas pelo governo Federal, mas como não havia nenhum caso de o Governo Federal mandar recursos para se pagar Guarda Municipal entenderam que era só uma desculpa para que a Câmara aprovasse e o prefeito pudesse cumprir suas promessas de carguinhos para os "amigos", "apoiadores". Na segunda vez já foi com o atual, que diminuiu o número de cargos e apesar das polêmicas foi aprovado, só que como já se sabia, a Prefeitura não tem recursos para implantá-la.

Ou seja, apesar de a cidade ter aprovada a Guarda Municipal não tem de fato ela implantada.

COPOM - 190

Em janeiro desse ano o Copom (Centro de Operações da Polícia Militar) de Campinas foi instalado, e com isso ao invés de se ter um policial em cada unidade atendendo as ligações, o Sistema colocou cento e trinta e cinco policiais para receber e despachar as ligações de toda a Região.

Os operadores do Copom, não conhecem necessariamente todas as cidades abrangidas pelo sistema, cada um tem a sua experiência e por ela definem as orientações que possam passar, quem atendeu o nosso munícipe teria que ser informado de que cidade estaria partindo a solicitação, e mesmo sabendo precisaria saber que a cidade não tem implantada uma Guarda Municipal que seria o organismo competente para atender à necessidade específica de quem estava ligando.

Foi só um mal entendido que causou um pequeno contratempo. Só isso nesse caso, se fosse algo mais grave o procedimento seria outro.

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

BOM JESUS DOS PERDÕES NO CAMPEONATO PAULISTA DE BICICROSS

Equipe de Bom Jesus vai para Paulínia e emplaca 11 pilotos na final da 6º etapa Campeonato Paulista

Nesse último domingo 21 de setembro foi realizada na cidade de Paulínia SP a 6º etapa do Campeonato Paulista de Bicicross a prova contou com a presença de 336 atletas do Brasil inteiro, o nível da prova foi muito alto, grandes nomes do BMX nacional vieram prestigiar.
A equipe de Bom Jesus dos Perdões  marcou presença com 15 pilotos e fizeram bonitos representaram muito bem, 11 foram finalistas entre eles um se destacou e foi Campeão, Vicente Garcia liderou tudo de ponta a ponta e saiu com a vitoria do dia, líder isolado no ranking, outros finalista foram, Felipe Ramos 3º colocado na Novatos 09/10 anos, Kaique Ramos 4º colocado na Expert 13 anos,Gabriel Rufino foi o 3º colocado na Novatos 13/14 anos, na Expert 14 anos Gabriel Cassemiro  acabou caindo e ficando em 5º lugar e Rafael Cassemiro ficando em 4º lugar, Marcelo Siqueira Jr foi o 7º colocado na Novatos 15/16 anos, na Expert 16 anos Leonardo Lima foi o vice campeão e Lucas Barbosa foi o 7º colocado e na Cruiser 35/39 anos Edson Vieira foi o 4º colocado, Fernando Cassemiro, Roney Souza e Felipe Cassemiro chegaram até a semifinal.

Associação de Bicicross Racing de B.J Perdões agradece a Prefeitura Municipal, a Secretaria de esporte e lazer e a Secretaria da Educação e agradece também aos apoiadores, Prepara Cursos Profissionalizantes, Bicicletaria Thiagu´s Bike, SLC têxtil, E.P Engenharia de Processo, Rádio Sintonia FM, Jornal Piracaia Hoje, Jornal O Atibaiense, Jornal Cidades e Revista O que.

Mais informações: www.brasilbmx.combr / www.apbmx.com.br www.facebook.com/bicicrossperdoes

terça-feira, 7 de outubro de 2014

RESULTADO DEPUTADOS ESTADUAIS - BOM JESUS DOS PERDÕES

Vou colocar aqui somente até os que obtiveram 05 votos, ou seja 84 candidatos, porque não cabe na página os demais 195 que receberam até 01 voto. Foram 279 candidatos votados num universo de 1878 candidatos que concorreram.
Seq.
Número
Candidato
Votação
% Válidos
0001
15450
DR. HUMBERTO
2.049
21.88%
0002
25118
EDMIR CHEDID
1.514
16.17%
0003
17678
DRA. ANNE
1.219
13.02 %
0004
45000
CAUÊ MACRIS
481
5.14%
0005
22999
ANDRÉ DO PRADO
475
5.07%
0006
65123
JÚNIOR APRILLANTI
258
2.75%
0007
45678
PROFESSOR RODRIGO PARRAS
194
2.07%
0008
10123
GILMACI SANTOS
132
1.41 %
0009
45157
CELINO
114
1.22%
0010
45190
CORONEL TELHADA
111
1.19%
0011
45200
CÉLIA LEÃO
98
1.06%
0012
20633
RODRIGO MORAES
75
0.80%
0013
14140
CAMPOS MACHADO
71
0.76%
0014
51777
FELICIANO
69
0.74%
0015
11777
DELEGADO OLIM
69
0.74%
0016
45700
FERNANDO CAPEZ
65
0.69%
0017
36333
ADRIANA
62
0.66%
0018
45321
CARLOS BEZERRA JR
50
0.53%
0019
26026
ANDRÉ SOARES
45
0.48%
0020
51043
TIÃOZINHO DA FARMÁCIA
36
0.38%
0021
16202
ITAMAR BORGES
36
0.38%
0022
55190
CORONEL CAMILO
34
0.36%
0023
45122
RAMALHO DA CONSTRUÇÃO
31
0.33%
0024
55133
JOSÉ BITTENCOURT
31
0.33%
0025
20777
PASTOR CELSO NASCIMENTO
30
0.32%
0026
25123
ROGÉRIO NOGUEIRA
30
0.32%
0027
10000
JORGE W. XERIFE CONSUMIDOR
27
0.29%
0028
45045
EVANDRO LOSACCO
26
0.28%
0029
43666
TRIPOLI
25
0.27%
0030
19001
JOSOE GOMES
25
0.27%
0031
77777
MARCOS DAMÁSIO
21
0.22%
0032
40112
PR CARLOS CEZAR
18
0.19%
0033
20010
ROBERTO MARINHO
17
0.18%
0034
20000
ERNANINHO
17
0.18%
0035
13789
PROFESSOR BACCHIM
16
0.17%
0036
43220
BRUNO GANEM
16
0.17%
0037
43363
REINALDO ALGUZ
15
0.16%
0038
55005
MARCO AURÉLIO CUNHA
14
0.15%
0039
50789
CARLOS GIANNAZI
14
0.15%
0040
13777
MARCELINHO CARIOCA
14
0.15%
0041
65035
LECI BRANDÃO
13
0.14%
0042
12200
ADRIANA BORGO
13
0.14%
0043
20073
ECJ CABEÇA
13
0.14%
0044
11567
RAFA ZIMBALDI
13
0.14%
0045
77000
GONDIM
12
0.13%
0046
20200
LEVI AGNALDO
12
0.13%
0047
50505
TODO TOMORROW
12
0.13%
0048
12345
RAFAEL SILVA
11
0.12%
0049
40678
TADEU COHEN
11
0.12%
0050
17999
GILENO
11
0.12%
0051
40030
FUMACH
9
0.10%
0052
55555
RITA PASSOS
9
0.10%
0053
25000
PASTOR CESINHA
9
0.10%
0054
51251
CHICO DO JUDÔ
8
0.09%
0055
45160
LUIZ FERNANDO MACHADO
8
0.09%
0056
13123
ZICO PRADO
7
0.07%
0057
13456
BETHSAHÃO
7
0.07%
0058
55400
MARTA COSTA
7
0.07%
0059
13134
LUIZ FERNANDO
7
0.07%
0060
45610
HÉLIO NISHIMOTO
7
0.07%
0061
14077
MICHEL PEREIRA
7
0.07%
0062
44777
PAULO BATISTA
7
0.07%
0063
65100
GUSTAVO PETTA
7
0.07%
0064
15622
JOOJI HATO
6
0.06%
0065
20580
LAIR MOURA
6
0.06%
0066
45151
VAZ DE LIMA
6
0.06%
0067
12500
CELSO VENDRAMINI
6
0.06%
0068
40541
DR ALCEU
6
0.06%
0069
20621
TIOZÃO KLEBER ATALLA
6
0.06%
0070
12001
HELENO METALÚRGICO
6
0.06%
0071
55000
POLICE NETO
6
0.06%
0072
19699
RICARDO FABRIZIO
6
0.06%
0073
11111
CURIAT1
5
0.06%
0074
14235
CORONEL EDSON FERRARINI
5
0.05%
0075
55876
PADRE D'ELBOUX
5
0.06%
0076
43111
ROSSINI
5
0.05%
0077
14222
MARQUITO
5
0.06%
0078
15459
SCHOUERI
5
0.05%
0079
70700
LAMÉ SMAILI
5
0.06%
0080
15000
CARUSO
5
0.05%
0081
50123
PROFESSOR ISAIAS
5
0.06%
0082
12091
RICARDO COSME SEEDORF DO ABC
5
0.05%
0083
10555
FERNANDO STANCATTI
5
0.06%
0084
20192
DR. DANIEL FERREIRA
5
0.05%