segunda-feira, 29 de outubro de 2012

VACAS VOADORAS E LOTES NO HORTÊNSIA

Os comentários servem para se abrir os debates e esclarecer as coisas.

Anônimo29 de outubro de 2012 08:32
explique o processo dos lotes do PA no ortencia, os lotes se auto venderam tambem? da mesma forma das vacas voadoras?

Não acho que seja natural as pessoas distorcerem os fatos para levar vantagens, mas na nossa cidade, dado a tendências e ao caráter de alguns agentes políticos em não dar valor à ética, às leis, ou qualquer consideração pelas instituições, desde que consiga levar as vantagens de que necessita, acaba se permitindo todo o tipo de artimanha.

Esse caso dos lotes do Hortênsia é uma grande distorção em que as pessoas interessadas criam um factoide onde não existe qualquer tipo de irregularidade ou ilegalidade, e se utilizam inclusive da Justiça, do Ministério Público, para dar ares de verdade à distorção que lhes interessa.

A denúncia é vazia e caluniosa, não existe um fato irregular que poderia ser motivo de qualquer denúncia, a não ser na época em que foi levantada para que do fato distorcido e amplamente divulgado se tirasse vantagens eleitorais.

A denúncia não tem nenhum cabimento e vai ser arquivada pela Justiça, pois não tem fundamento legal para ter sido produzida.

O que é fato?

O fato é que a Prefeitura, ao tentar registrar os lotes já devidamente escriturados em seu nome no Cartório de Registros, notou que nos Registros não constava mais o nome da empresa que os negociaram, a Nazpauli, e estavam, agora, como todo o empreendimento, registrados em nome da empresa que incorporou todo o loteamento a empresa Agreste.

Os lotes existem, estão reservados, a Prefeitura tem as Escrituras de todos eles, só está faltando o registro no Cartório, que somente depende da anuência da incorporadora, só isso. Não houve nenhum desvio, não desapareceram lotes, a Prefeitura não perdeu nada, ao contrário do que querem , por interesses particulares, fazer se acreditar, em nenhuma negociação realizada pela Prefeitura em gestões anteriores, a Prefeitura levou qualquer prejuízo, pois como se percebe por um outro processo distorcido que corre na Justiça, a empresa reclama que os lotes foram negociados por um preço bem abaixo dos preços praticados na época.

A Justiça foi usada para se realizar uma denúncia falsa cujos interesses dos denunciantes não era a própria justiça, mas a criação de um fato político eleitoral que pudesse causar influência no eleitorado.

Como se auto venderam "Anônimo"??? Os lotes estão lá, não sumiram, estão reservados, foram escriturados, só não foram registrados, o registro não é automático, e é feito quando do interesse das partes. Acontece que apesar das escrituras, os registros de todo o empreendimento foram para o nome da empresa que posteriormente incorporou o loteamento. Que tipo de irregularidade pode haver nisso???

Os efeitos legais da denúncia não existem, foram criados, mas os efeitos políticos eleitorais foram muito bem aproveitados.

Quanto às vacas voadoras??? Cabe à justiça permitir que elas continuem levitando...

Apesar que a constatação é de que a VACA PODE IR MESMO PARA O BREJO...

6 comentários:

  1. ME ENGANA QUE EU GOSTO29 de outubro de 2012 10:04

    ...........................................................................................................................!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Mostra onde está a enganação "ME ENGANA QUE EU GOSTO"???

    ResponderExcluir
  3. Nós sabemos que a senhora sua pessoa está acostumada a conviver com falsos e mentirosos, (diga-me com quem andas e te direi quem és), e que por isso tem dificuldade em acreditar na verdade, justamente pela verdade não ter a sofisticação com que gente da tua qualidade costuma vestir as mentiras... Só que a verdade é uma só, as outras, por mais que pareçam verdade não passam de calúnias, e esse é o artifício dos medíocres...

    Existe alguma enganação nos fatos? Claro que existe, mas você tem, aqui no Blog, a direito e a oportunidade de esclarecer aos leitores...

    Quem está enganando quem???

    ResponderExcluir
  4. O que será que o Paulo Afonso fez com a grana dos oito lotes vendidos para a Agreste? Será que gastou na campanha?

    ResponderExcluir
  5. Você acredita nessa história, de que alguém ficou com esses lotes?

    Isso é armação de pessoas que teriam a moral de fazer negociatas dessa qualidade. Não houve nenhum crime, os lotes são da Prefeitura que tem a escritura, só não estão registrados no Cartório, porque não houve o interesse das partes em realizar esse registro, os lotes que na época pertenciam e estravam registrados em nome da Nazpauli, dados em pagamento por dívida de IPTU, quando houve a incorporação do Loteamento, foram registrados em nome da incorporadora e estão registrados em nome dela a Agreste. Para resolver esse problema era só entrar em contato com a empresa que não teria problema algum em autorizar o registro.

    Isso foi um golpe eleitoreiro em que se usou até a Justiça com uma denúncia falsa e distorcida...

    Mesmo se houvesse qualquer problema, se a incorporadora tivesse revendido os terrenos da Prefeitura, quem teria que responder seria a empresa, e não o prefeito na época que por sinal era adversário de quem fez a denúncia...

    Foi só mais uma armação dessa turma, que não sei se está interessada na cidade ou na própria condição...

    ResponderExcluir
  6. Isso é muito comum em perdões, vai deichando passar sem regietro, depois é só entrar com usucapião e pronto, lá está a terra em nome de terceiros. Vai que cola!

    ResponderExcluir