sexta-feira, 19 de junho de 2020

MEDINDO DOIS PESOS E DUAS MEDIDAS

Estamos vivendo dias sombrios, em que as ideologias políticas não estão medindo a violência das suas campanhas negativas, onde o vale tudo da campanha negativa permite que o ódio prevaleça sobre o que pode ser melhor para a sociedade. Interesses falam mais alto e a inversão de valores parece que passa a dominar. Ideologias ultrapassadas e que nunca deram certo, estão sendo ressuscitadas para desqualificar os inimigos e estão sendo usadas como zumbis para assombrar a sociedade por interesses ocultos... Mas não tão ocultos, resultado da campanha de ódio cego...
Fascismo, nazismo, marxismo, comunismo, racismo, discriminação, genocídio, homofobia, que mais mesmo???

sexta-feira, 5 de junho de 2020

RACISMO E OUTRAS DISCRIMINAÇÕES

Ninguém pode negar que a discriminação seja real, isso porque a raça humana ainda não conseguiu lidar com esse desvio de caráter, todo ser humano na sua imperfeição tem essa tendência a gostar e desgostar disso ou daquilo...

Em uma postagem do dr. Luiz Antonio Ramos Ferreira, que está engajado na luta contra a segregação racial, ele publicou: O RACISMO, DE QUALQUER FORMA, NUNCA SERÁ BOM E NUNCA DEVERÁ SER TOLERADO.

Nesta postagem eu comentei:

Dr. a discriminação existe não só contra os negros, existe contra os pobres, independe de cor, existe contra os muito altos, contra os muito baixos, contra os gordos, contra os magros, contra os que se vestem de maneira modesta, ou muito sofisticada, contra quem tem nariz grande, contra quem tem bunda grande, eu acho que o problema está mais no receptor do que no emissor, é lógico que o emissor da discriminação é condenável, mas se o receptor relevar a ignorância do emissor, e não reagir com indignação, desarma o fdp... Acho que tudo é uma questão de como a pessoa discriminada assimila a discriminação... Nós todos passamos por cima de muita atitude discriminatória...

Acontece que por motivos eleitorais tem muita gente se aproveitando de tudo o que é ruim que acontece para tirarem proveitos políticos,

Analisando as circunstâncias eu creio que a ocorrência pode servir sim, para tentar conscientizar a humanidade que a discriminação, qualquer que seja, não pode ser tolerada, mas nesse caso, considerando que houve uma denúncia sobre uma pessoa que teria passado uma nota falsa de 20 dólares, o que pra nós pode significar uma cenzinha, uma garoupa, os policiais não poderiam deixar pra lá, (ainda se fosse no Brasil)... mas a denúncia deve ter sido clara: quem passou foi um negão com dois metros de altura... Olha, nem vamos entrar no mérito de o rapaz ser inocente ou culpado, porque qualquer pessoa pode pegar uma nota falsa sem saber que era falsa, e no caso dele estar inocente, se fosse, seria um motivo a mais para resistir com indignação à abordagem... Os policiais fizeram uma abordagem errada, mas fariam diferente se por acaso o inocente fosse um ex-jogador de basquete, branco, bombado e com dois metros de altura??? Essa pessoa se deixaria abordar sem reagir??? Os policiais, nenhum ex-jogador de basquete, poderiam dar mole pro cara???

Os policiais estão presos, foram despedidos, e vão a julgamento, e o caso será aproveitado também para campanha política ideológica, inclusive de tentarem desqualificar ou acabar com a polícia.

Aí aparecem grupos se dizendo antifascistas e praticando a separação a desagregação da sociedade a desunião, ou seja, se dizendo contra, mas realizando práticas fascistas...

Igual aos esquerdistas brasileiros, tentando levar a opinião pública a se manifestarem com a campanha "Fora Bolsonaro", usando como lema a defesa da "Democracia" como assim??? Nessa "democracia" deles pedir o fechamento do Congresso ou do STF, que são apresentadas por alguns dos apoiadores do Bolsonaro, é anticonstitucional, antidemocrático, como ataque às instituições, mas pedir a saída do presidente pode???

E o povo fica nessa encruzilhada sem saber o que pensar... Só existe uma coisa que pode diferenciar o suficiente para que o povo saiba qual o melhor caminho, o melhor caminho é o que tem mais Deus, e menos ódio...






sábado, 10 de agosto de 2019

Resultado do Show de Prêmios da Festa do Bom Jesus

Foi realizado no sábado dia 10 de agosto, como parte das festividades em louvor ao Bom Jesus dos Perdões, o Show de Prêmios que teve o seguinte resultado:
A primeira moto saiu para o jovem Ícaro Rogério morador do Bairro Cidade Nova.
A primeira TV foi ganha pelo Cido e pela Preta.
A segunda moto foi para o Clovis Yutaka, morador do Centro.
A segunda TV saiu para Rodrigo Franco Leite, morador do Miranda D'Ouro.
A terceira moto foi para o João Leandro.
A terceira TV quem ganhou foi o Manoel Vicente.
A quarta moto saiu na pedra maior para o aniversariante, José Elson.
A última TV foi para São Paulo, levada pela ganhador, Rosa Maria.
E a última moto quem ganhou foi o Fabrício.





segunda-feira, 26 de novembro de 2018

INCENTIVO AO REUSO DA ÁGUA

Plenária do Consórcio PCJ define como uma das prioridades para 2019 o incentivo ao reuso da água como alternativa para o abastecimento


Os municípios e empresas associados ao Consórcio PCJ definiram em Reunião Plenária da entidade, realizada nessa sexta-feira, dia 23 de novembro, no auditório da ARES-PCJ, em Americana (SP), a necessidade de debater sobre a possibilidade de utilização de água de reuso para abastecimento, principalmente em momentos de crise hídrica. A sugestão foi apresentada pelo presidente da Sanasa, Arly de Lara Romeu, ao Presidente do Consórcio PCJ e prefeito de Nova Odessa (SP), Benjamim Bill Vieira de Souza.

Atualmente, a água de reuso no Estado de São Paulo pode ser utilizada apenas para irrigação paisagística, lavagem de logradouros e outros espaços públicos e privados, construção civil, desobstrução de galerias de água pluvial e rede de esgotos, lavagem de veículos e combate a incêndios, respeitando padrões de qualidade e de monitoramento definidos pelos órgãos fiscalizadores, portanto, sem previsão de uso em Estações de Tratamento de Água (ETA).

No entanto, com o aumento da eficiência no tratamento de esgoto, já existem serviços de abastecimento que utilizam tecnologias modernas, como as membranas ultra filtrantes, que resultam numa água de qualidade até mesmo superior à água captada para o abastecimento público. Nesse caso, se enquadram as EPARs – Estações Produtoras de Água de Reuso.

O Presidente do Consórcio PCJ deliberou que seja formada uma comissão para iniciar um processo de análise técnica e interlocução com os órgãos fiscalizadores para encontrar uma alternativa para essa possibilidade. “Vamos montar um grupo técnico para iniciar essas discussões. Com o aumento de tratamento de esgoto e com o avanço tecnológico, a água de reuso tem de ser considerada para a sustentabilidade hídrica, tendo em vista a ocorrência de eventos climáticos extremos, o que pode ocasionar novas crises hídricas”, comentou Bill na ocasião.

O tema reuso da água será colocado no plano de atuação do Consórcio PCJ para o próximo biênio (2019/2020).

Lançamento da Logomarca 30 anos
Também durante a Reunião Plenária, a Assessoria de Comunicação do Consórcio PCJ apresentou a logomarca comemorativa pelos 30 anos da entidade, que serão celebrados em 13 de outubro de 2019, além de apresentar o calendário de atividades ao longo do próximo ano para marcar a data. Estão previstas ações publicitárias, criação de um aplicativo (app), lançamento de cursos pela Escola da Água e Saneamento, e fechando as atividades comemorativas a realização do 7º Prêmio Ação pela Água, para premiar as boas práticas de gestão da água nas Bacias PCJ.
Sobre o Consórcio PCJ:
O Consórcio PCJ, fundado em 1989, é uma associação civil de direito privado, composta por 42 municípios e 27 empresas associados, que atua como uma agência de fomento, planejamento e sensibilização, com o objetivo de recuperar e preservar os mananciais, além de discutir a implementação de políticas públicas voltadas à gestão da água. A entidade é referência nacional e internacional na gestão de recursos hídricos, sendo membro de importantes entidades internacionais, como: O Conselho Munidial da Água, a Rede Internacional de Organismos de Bacias (Riob), a Rede Latino-Americana de Organismos de Bacias (Relob) e a Rede Brasil (Rebob). 

Mais Informações:
Assessoria de Comunicação - Consórcio PCJ
Jornalista Responsável: Murilo F. de Sant'Anna
Tel.: (19) 3475 9408
e-mail: imprensa@agua.org.br

segunda-feira, 22 de outubro de 2018

EVITANDO ENCRENCAS NAS REDES SOCIAIS

Sete dicas para evitar brigas nas redes sociais por causa da política

Chegou um momento de acirramento político, próximo de uma eleição polarizada, ao que tudo indica. O problema é que muitas pessoas usam as redes sociais não só para descontração, mas para emitir opiniões e, pior, partir para agressões. Um alerta a ser feito é que uma ação que aparenta ser apenas de cunho pessoal pode também prejudicar o campo profissional.
 É importante ter em mente que não há problema em ter redes sociais, desde que tomados os devidos cuidados, assim, não é preciso o extremismo de ‘deixar todas as redes sociais’, apenas olhar de uma forma mais inteligente para essas ferramentas.
Assim, o cuidado deve ser redobrado para que excessos, mensagens e fotos inadequadas não prejudiquem o lado profissional, ou mesmo as relações familiares. Assim, a principal dica que dou é: você pode colocar suas ideias, emitir suas opiniões, mas sempre com consciência e com civilidade.
Veja mais algumas orientações sobre como se comportar:

  • Perceba que limites são necessários – é muito simples, no novo mundo online os valores devem ser os mesmos do mundo real. Muitos estão descobrindo essa realidade e acham que não existem leis, contudo, não é bem assim, por isso os cuidados devem ser similares aos que tomamos em nosso dia a dia, nos passeios, no trabalho ou em casa.

  • Foque no positivo – muitas pessoas debatem o problema dos outros, não seria melhor defender as qualidades do lado que defendem? O recomendável é valorizar e dar foco adequado ao que é positivo e evitar exposições desnecessárias.
  • Evite debates políticos mais tensos e brigas – emitir opiniões não tem problemas, contudo, em tempos de polarização, vemos muitas brigas e exposições desnecessárias, dificilmente mensagens em redes sociais mudarão opiniões de pessoas, muito pelo contrário, poderá ser vetor de ódio.
  • Respire fundo antes de responder – ao ver uma mensagem não precisa responder imediatamente, principalmente se estiver nervoso. Assim, não responda, pode até escrever o que pensa, mas deixe para enviar quando estiver mais calmo, releia antes de enviar. Na maioria das vezes perceberá que a resposta era desnecessária ou descabida.

  • Fuja da fake news - evite ser um replicador de informações falsas, nesta fase estão se multiplicando informações que não condizem com a verdade, assim cuidado ao enviar informações que recebe sem conferir fontes. E, se for curtir uma página ou participar de uma comunidade, pesquise antes, evite as que que incitem o ódio ou o preconceito.
  • Não faça para o outro o que não quer para você – antes de expor qualquer pessoa, pense bem: como se sentiria na posição do outro na hora que receber a mensagem? Se a pessoa te ofendeu, uma alternativa pode ser responder a mesma no particular, estabelecendo um limite na exposição.
  • Lembre-se, política passa – o momento político que passamos, mais cedo mais tarde, irá passar e teremos que nos adequar a uma realidade definida democraticamente. Assim, pense se vale a pena se desgastar com as pessoas por causa da política. Lembre-se, opiniões podem ser diferentes, sem interferir no afeto.
Reinaldo Passadori é especialista em Comunicação Verbal e CEO do Instituto Reinaldo Passadori de Comunicação Verbal (http://www.passadori.com.br/ ). Administrador de Empresas com especialização em Recursos Humanos.

segunda-feira, 8 de outubro de 2018

QUEM LEVOU A FACADA?

Na viagem pela vida, o caminhar sobe lentamente no decorrer dos anos e são muitos os que se atolam nos lamaçais, os que caem nos precipícios, ou se deitam na relva à beira do regato durante a jornada.
Entre esses, encontram-se aqueles para quem a existência tem como finalidade apenas o SERVIR. Encontram-se aqueles que têm o ideal do poeta, o ideal do sábio e do religioso, o ideal daqueles que se sacrificam para ajudar os outros, cujos esforços tendem para a verdade.
Assim, vejo Geraldo Alckmin, com todas essas virtudes que só os cegos não enxergam só os desejos obscuros não percebem. Os que “enxergam”, ouvirão vozes que falarão das grandes epopeias, lutas, grandes feitos de coragem, de força de vontade, de tenacidade e espirito de luta.
Falarão, também, essas mesmas vozes, das lágrimas silenciosas, de sofrimentos não esquecidos, de horas tristes e monótonas, de um homem que se dedicou a todos, mesmo depois da perda do seu filho, encontrando a Paz no sorriso dos que precisam.
Geraldo Alckmin é herdeiro de todos os conhecimentos acumulados no passado. De seu pai, que lhe ensinou uma vida simples e honrada. De Mário Covas que lhe ensinou o respeito pela coisa pública.
O Brasil perde a oportunidade de tê-lo para unir a Nação. Sei que, na grandeza de suas ações, Geraldo Alckmin torcerá para que o escolhido faça o povo voltar a sonhar ao expulsar o que corroeram os cofres públicos.
Inúmeras vezes traído, com mais vigor, nessa eleição. Políticos que se serviram do poder, tentando mais uma vez derrubá-lo. Os ditos intelectuais do seu partido nunca aceitaram o homem simples que chegou para servir sua gente.
Às facadas que vieram ao longo da campanha, ele não deu o prazer do gemido. Continuou sua caminhada, sempre com sua esposa ao lado. O desconforto da dor, não o abalou, serviu para a exaltação de si mesmo, reforçando o alicerce de sua personalidade.
Perdeu o povo brasileiro. O paulista deixou de reconhecer o homem que colocou o Estado nos trilhos e caminhou apesar da crise, porque, com medo, tirou seus votos, para derrubar, na tentativa da antecipação, o símbolo da corrupção.
Geraldo Alckmin, como todos os que lutaram por uma grande verdade ou por uma grande doutrina, teve que lutar ainda contra a calúnia e a traição.
Sócrates, com a idade de 72 anos, foi condenado em Atenas a beber cicuta, porque sua doutrina era contrária ao espírito do partido do seu século. Galileu, denunciado pelas idéias que professava sobre o movimento da terra, foi hostilizado. Kepler foi marcado com o estigma da heresia. Newton foi acusado de destronizar a divindade, com a descoberta da lei da gravitação.
Quase todos os grandes inventos, as grandes descobertas no qual aprendemos a conhecer melhor o céu, a terra e nós mesmos, foram feitos pela energia, pela coragem, pelo sacrifício, pela abnegação dos grandes homens, os quais, apesar das oposições e dos ultrajes dos seus contemporâneos, não desanimaram na conquista dos seus ideais.
Sebastião Misiara
Presidente da UVESP

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

segunda-feira, 17 de setembro de 2018

quinta-feira, 31 de maio de 2018

CURSO DE ECOTURISMO A DISTÂNCIA

O Consórcio PCJ está promovendo o seu 1º Curso on-line que tem como tema:

Os interessados devem fazer sua inscrição acessando o canal “Cursos on-line” no site do Consórcio PCJ (link aqui e na imagem acima) e clicando sobre o curso ativo, no caso, Ecoturismo. Após a realização do cadastro, o participante receberá um login e senha pelo e-mail fornecido no ato da inscrição para acessar a área restrita do site, onde terá acesso às videoaulas, às apostilas, além de conteúdos complementares de leitura e vídeo.  Também está ativo um Fórum de debates entre os alunos e a coordenadora do curso, para isso, será necessário estar logado pelo Facebook para fazer as postagens.
O objetivo do curso é fomentar o aprimoramento de ações de preservação através do turismo, além de promover a economia local com o aumento de consumo gerado pelos turistas e visitantes. Foi produzido exclusivamente para o curso 10 vídeos, que estão divididos entre as 3 aulas on-line, sobre o potencial do ecoturismo e como essa iniciativa pode melhor se desenvolver nas Bacias PCJ.
Os certificados serão emitidos ao final do curso e enviados por e-mail. Os interessados podem se inscrever e participar das capacitações a qualquer momento até a última aula que será liberada em setembro de 2018. Dúvidas sobre o curso ou dificuldades de acesso devem ser encaminhadas para o e-mailambiental@agua.org.br.
Para o segundo semestre estão sendo programados mais cursos para esse canal. Aguarde as novidades.
Acompanhe abaixo o cronograma das atividades do curso on-linede Ecoturismo e as capacitações presenciais do Projeto Gota d’Água:
24 de maio: 1ª Aula on-line sobre Ecoturismo (EAD)
26 de junho: 1º Encontro presencial sobre Ecoturismo, em Extrema (MG)
Julho: 2ª Aula on-line sobre Ecoturismo (EAD)
Agosto: 2º Encontro presencial sobre Ecoturismo, em Campinas (SP)
Setembro: 3ª Aula on-line sobre Ecoturismo (EAD)
Outubro: 3º Encontro presencial sobre Ecoturismo, em Piracicaba (SP)
Mais detalhes sobre as datas e locais dos cursos presenciais, como também a liberação dos próximos conteúdos on-line, serão enviados por e-mail aos inscritos no curso.